Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização de acordo com a nossa Política de cookies.

concordo
Ciclo Bach-Schubert

Entre Estilos

Academia das Ciências de Lisboa
Sex 13 Mai 19:00

15€

 

Bilhetes à venda

«Poliestilismo» é um termo indissociável da obra de Alfred Schnittke, na qual convergem tradições centenárias filtradas por novas leituras com recurso à citação, à alusão e a diferentes tipos de apropriação da música do passado. Foi desse modo que em 1985 o músico russo inscreveu no seu Concerto Grosso N.º 3 uma mão cheia de efemérides, tais como o tricentenário do nascimento de Johann Sebastian Bach. Por tudo isto, combina na perfeição com o segundo dos Concertos Brandeburgueses e com a Sinfonia N.º 2 de Schubert, partituras datadas das segundas décadas dos séculos XVIII e XIX, respetivamente. O primeiro confunde-se por vezes com um Concerto para Trompete, tal é o virtuosismo confiado a este instrumento. Já «a Segunda», divide-se em quatro andamentos que irradiam a exuberância e o genuíno desassombro da juventude.

 

Entre Estilos 
Orquestra Metropolitana de Lisboa

J. S. Bach Concerto brandeburguês N.º 2
A. Schnittke Concerto Grosso N.º 3
F. Schubert Sinfonia N.º 2

José Pereira, Alexei Tolpygo violinos
Sebastian Tewinkel maestro

Em Destaque