Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização de acordo com a nossa Política de cookies.

concordo
O Sonho de Tartini | Louis Léopold Boilly (1824) | Fonte: Wikimedia Commons

16/02/2021

O Sonho de Tartini

A mais célebre sequência de trilos de sempre encontra-se no terceiro andamento de uma Sonata para Violino composta por Giuseppe Tartini. Chamam-lhe «Trilo do Diabo» e está ligado a um sonho do próprio compositor.

Ler Mais
1.ª Página do Manuscrito da Sinfonia N.º 84 de J. Haydn | Fonte: Bnf Gallica

15/02/2021

Uma Sinfonia de Paris

À Sinfonia N.º 84 de J. Haydh chama-se por vezes «In nomine Domini» porque o seu início se parece com uma melodia de cantochão que pronuncia essas palavras – «Em nome do Senhor».

Ler Mais
Joseph Haydn | Gravura de 1820 | Fonte: Bnf Gallica

15/02/2021

A Sinfonia Fúnebre

O título pelo qual conhecemos hoje a Sinfonia N.º 44 de Joseph Haydn cria de imediato a expectativa de um ambiente lúgubre. Mas não é o que acontece.

Ler Mais
Richard Wagner e Cosima Liszt em 1872 | Fonte: Wikimedia Commons

03/02/2021

Idílio de Tribschen

O «Idílio de Siegfried» de Richard Wagner resultou de uma espécie de serenata dedicada a uma mulher.

Ler Mais
Benjamin Britten em 1968 | Fonte: Wikimedia Commons

02/02/2021

Sinfonia Simples

A «Sinfonia Simples» de Benjamin Britten combina de forma sofisticada referencias musicais tão díspares como a música do século XVIII e a valsa dos salões burgueses do século XIX.

Ler Mais
As ruas de londres na década de 1790 | Desenho de Thomas Rowlandson | ©Victoria and Albert Museum, London

01/02/2021

Sinfonia Londres

Joseph Haydn compôs doze sinfonias que foram estreadas em Londres. Foi, todavia, a N.º 104 que ficou explicitamente conhecida pelo nome da cidade.

Ler Mais
Wolfgang Amadeus Mozart | Gravura de Vigneron Pierre-Roch (1789-1872) | Fonte BnF

01/02/2021

A Sinfonia N.º 40 de Mozart

Ler Mais
Palácio das Tulherias | Desenho do século XVIII | Fonte Bnf Gallica

15/01/2021

Sinfonia Paris

Catorze anos passados, Wolfgang Amadeus Mozart regressou a Paris, em março de 1778. Foi aí que estreou a sinfonia que ficou conhecida pelo nome da cidade.

Ler Mais
O compositor Philippe Hurel | © S. Falcinelli

14/01/2021

Pour l’image

Philippe Hurel compôs «Pour l’image» em 1986 e 1987. É uma peça para catorze partes instrumentais com pouco mais de dez minutos de duração mas que se tornou determinante no trajeto criativo do compositor francês.

Ler Mais
Retrato póstumo de Franz Joseph (1810) Edme Quenedey (1756-1830) | Fonte: Bnf Gallica

13/01/2021

A Sinfonia N.º 102 de Haydn

Um dos aspetos mais fascinantes das doze sinfonias que Joseph Haydn estreou aquando das suas permanências em Londres, na década de 1790, é a evidente evolução estilística. A N.º 102 é bom exemplo da fase final desse trajeto.

Ler Mais
Joly Braga Santos | Fonte: mic.pt

10/01/2021

Divertimento N.º 1 de Braga Santos

O Divertimento N.º1 foi estreado em março de 1961 na cidade de Nápoles pela Orquestra Scarlatti sob a direção do próprio Braga Santos e com transmissão na Radiotelevisão Italiana. É hoje em dia uma das suas obras mais frequentemente programadas.

Ler Mais
Hector Berlioz | gravura publicada em 1851 | Fonte: BnF Gallica

10/01/2021

As Noites de Verão Segundo Berlioz

O compositor francês Hector Berlioz escreveu cerca de duas dezenas de canções para voz e orquestra, mas só as seis que constituem Les nuits d’été foram publicadas em conjunto.

Ler Mais