Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização de acordo com a nossa Política de cookies.

concordo
Metronomo de Mälzel «Paris 1815» | Fonte: Wikimedia Commons

14/09/2020

O Metrónomo de Mälzel


À semelhança do diapasão, o metrónomo é um dos mais fiéis companheiros do músico durante as horas de estudo. A primeira patente de um metrónomo portátil com mecanismo a corda, semelhante ao de um relógio, foi registada em 1816 pelo alemão Johann Nepomuk Mälzel, de quem Beethoven era amigo. Porém, já em 1812, o compositor fazia ecoar com humor esse característico tique-taque no segundo andamento da Oitava Sinfonia.

**

Hoje em dia, conhece-se o metrónomo como um aparelho eletrónico. Todavia, ainda lembramos aquela pequena caixa com um pêndulo invertido que, enquanto a corda o permite, não cala um inabalável tique-taque que obriga a seguir uma pulsação precisa. A invenção nem lhe terá pertencido, mas foi o alemão Johann Nepomuk Mälzel (1772-1838) quem primeiro registou comercialmente a ideia e a divulgou no meu meio musical de Viena no início do século XIX. Beethoven foi um dos primeiros compositores a anotar as indicações de tempo MM (Metrónomo de Mälzel) na partitura, impondo aos intérpretes o preciso andamento que pretendia nas suas composições.

Quando escreveu em Sinfonia N.º 8, em 1812, era ainda uma novidade que provocava sorrisos. Por isso, Beethoven aproveitou o segundo andamento da sinfonia para lhe fazer uma citação bem humorada. Depois do sublime segundo andamento da Sétima Sinfonia, que havia sido completado poucos meses antes, esta foi uma maneira muito curiosa de contornar o expectável andamento lento de uma sinfonia.

Artigos Relacionados

A Eterna Amada

Foi no mesmo verão de 1812, quando compôs a Sinfonia N.º 8, que Beethoven, com o coração destroçado, escreveu as célebres três cartas de despedida à «eterna amada». Saber Mais

A Pequena Sinfonia de Beethoven

Foi Beethoven quem chamou de «Pequena Sinfonia» à Oitava, referindo-se eventualmente à monumentalidade das sinfonias que a rodeiam, a Sétima e a Nona. Saber Mais