Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização de acordo com a nossa Política de cookies.

concordo
Música de Câmara

Duetos

Museu Arpad Szenes - Vieira da Silva
Qui 20 Out 16:00
Entrada Livre

Adivinha-se uma piada privada por detrás do título da obra que encerra este programa dos Solistas da Metropolitana. Beethoven terá escrito o Dueto para Dois Portadores de Óculos pensando num amigo seu, o Barão Nikolaus Zmeskall von Domanovecz, oficial da Chancelaria da Corte Real Húngara em Viena e violoncelista amador. Uma carta enviada a Zmeskall, em 1798, revela-nos que ambos necessitavam de usar óculos para conseguirem ler as partituras. Os dois tê-la-ão tocado juntos, portanto, tendo o compositor assumido a parte da viola, já que a versão original foi escrita para aqueles dois instrumentos.

Por seu turno, também os Duetos WoO 27 trazem consigo uma história. É possível que não tenham sido efetivamente compostos por Beethoven. Durante muitos anos pensou-se que eram da sua autoria, mas estudos recentes vieram levantar algumas dúvidas. As primeiras fontes que se conhecem provêm de uma edição publicada em Paris na década de 1810. Porém, na ausência de manuscritos autógrafos, qualquer averiguação depende de uma análise estilística da partitura, a qual não é conclusiva, segundo os musicólogos que se debruçaram sobre o assunto. Ainda assim, questões de crédito à parte, é certo que se trata de três peças encantadoras. De estilo clássico e originalmente escritas para clarinete e fagote, também são frequentemente tocadas por diferentes combinações de instrumentos.

 

Duetos
Solistas da Metropolitana

L. v. Beethoven Três Duetos, WoO 27
L. v. Beethoven Dueto Para Dois Portadores de Óculos, WoO 32

Diana Tzonkova violino
Ercole de Conca contrabaixo

Em Destaque