Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização de acordo com a nossa Política de cookies.

concordo

Como o cérebro reage ao estudo da música? Clarinetista Nuno Silva dá a resposta em livro

É músico há 30 anos, 25 dos quais na Orquestra Metropolitana de Lisboa, sendo um dos clarinetistas de referência da sua geração. Os três meses de confinamento provocados pela pandemia permitiram-lhe fazer “coisas para as quais não havia tempo”. Uma delas foi escrever o seu primeiro livro, que é lançado na próxima sexta-feira.

“Clarinete.pt”. Assim se chama o primeiro livro de Nuno Silva, clarinetista da Orquestra Metropolitana de Lisboa e professor na Academia Nacional Superior de Orquestra (ANSO, também do grupo AMEC | Metropolitana). A obra, que conheceu o seu maior impulso durante o tempo de confinamento a que quase todos estivemos obrigados, em especial os músicos e demais artistas, terá duas apresentações: a primeira na sexta feira, em Santa Maria da Feira, e a segunda em outubro, em Loures, durante o Meeting Internacional de Clarinete.

“É o meu primeiro livro e uma parte dele é baseado na minha tese de doutoramento que terminei em 2017. O resto é baseado na minha experiência de 30 anos como músico e professor e espelha a minha forma de ensinar e de tocar”, explica ao site da Metropolitana.

Nuno Silva observa que “a última parte do livro foi toda escrita durante os três meses do período de confinamento”. “Foi um tempo difícil mas que, ao mesmo tempo, deu para estar mais com a família e para fazer coisas para as quais não havia tempo”.

 “Clarinete.pt” trata sobre “o comportamento do cérebro durante a aprendizagem musical” e explica como podemos “aproveitar este conhecimento para estudar melhor e de forma mais eficaz, apresentando conceitos e técnicas de trabalho revolucionárias muito úteis na preparação da performance”.  

“O livro explica, também, de forma detalhada todos os aspetos relacionados com a execução do clarinete, incluindo o controle da embocadura, a emissão do som, a técnica, a afinação, as palhetas, a organização do estudo e outros assuntos ligados à prática clarinetistica”, sublinha o músico e professor da Metropolitana.

Nuno Silva, que em 2017 viu a Universidade de Évora conferir-lhe o grau de Doutor com distinção, afirma ter sentido que a investigação que desenvolveu no âmbito da tese e da experiência que adquiriu “podia ser útil aos clarinetistas e músicos em geral” e que, por isso, “era altura de a colocar no papel e partilhá-la com todos os que tiverem interesse nestas matérias”.

“Clarinete.pt” tem o patrocínio das marcas Buffet Crampon e D’Addario Woodwinds, das quais Nuno Silva é artista internacional, e estará à venda na loja AVA Musical Editions e nas lojas de instrumentos de sopro: Cardoso & Conceição e RussoMúsica.

“Quem quiser, pode também adquirir o livro contactando comigo diretamente”, conclui o autor.

Conheça a biografia do clarinetista da Metropolitana

Notícias Relacionadas

Notícia
Anterior

Concursos Especiais de ingresso na ANSO com inscrições ainda até sexta-feira

Saber Mais

Conservatório da Metropolitana recebe reconhecimento oficial

Saber Mais

Aluno da EPM consegue entrada na licenciatura do Conservatório de Amesterdão

Saber Mais

‘Diva’ do canto lírico apadrinha aniversário da Metropolitana

Saber Mais

Antigo aluno da ANSO ganha lugar de 2.ª Flauta em Filarmónica alemã

Saber Mais
Notícia
Seguinte