Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização de acordo com a nossa Política de cookies.

concordo

Pedro Silva

Percussão

Pedro Silva nasceu em Braga, tendo iniciado a sua formação musical pela mão de seu avô Francisco Guilherme. Estudou no Conservatório de Música Calouste Gulbenkian, em Braga, e é diplomado pela Escola Profissional de Música de Espinho, na classe de Miguel Bernat. Frequentou o Curso Livre de Percussão na Escola Superior de Música e Artes do Espectáculo do Porto (ESMAE) e o Curso Superior de Instrumentista de Orquestra na Academia Nacional Superior de Orquestra, na classe do professor Jean-François Lézé. Presentemente, é aluno na Escola Superior de Música de Lisboa, na classe do professor Carlos Voss.

Colaborou com o Grupo de Percussão e Orquestra de Câmara da Escola Profissional de Música de Espinho, o Grupo de Percussão da ESMAE do Porto, as Percussões da Metropolitana, a Orquestra do Norte e o Quarteto de Jazz Nova Blue. Também com as orquestras dos programas de televisão Parque Maior, Globos de Ouro e Dá-me Música. Colabora regularmente com a Orquestra Metropolitana de Lisboa, a Orquestra Nacional do Porto, a Orquestra Gulbenkian, a Orquestra Clássica da Madeira e a OrchestrUtopica. Colaborou também com o agrupamento Divino Suspiro, o Ensemble Português de Trombones, com quem gravou um CD, e a Orquestra de Sonhos, participando na gravação ao vivo de um DVD com Da Weasel.

Participou em masterclasses de Percussão com Robert Van Sice, Emannuel Séjourné, Miguel Bernat, Graham Jones, Jan Pustjens, com os percussionistas Allen Otte, James Culley e Rusty Burge, The Percussion Group (Cincinatti) e com Nicolas Martanciow (solista da Orquestra de Paris). É, desde outubro de 2000, Solista B na Orquestra Sinfónica Portuguesa. Fez parte do Ensemble RAUM, como baterista, tal como do grupo Lisbon Underground Music Ensemble (Lume). É membro fundador do «4.º Tempo», movimento cultural de Braga. Orientou a IV e V Oficina Musical na Classe de Percussão em Montalvo e participou como professor no 2.º Encontro Académico de Percussão de Setúbal. É baterista do quarteto de cordas CORVOS desde 2006.

É professor na Academia Nacional Superior de Orquestra (Metropolitana), na classe de percussão, desde 2008.