Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização de acordo com a nossa Política de cookies.

concordo

Filipe Coelho

Trompete

Filipe Coelho iniciou os seus estudos musicais na banda musical de Paços de Ferreira, tendo ingressado mais tarde na Escola Profissional Artística do Vale do Ave (ARTAVE), onde concluiu o Curso Básico de Trompete, na classe do professor Kevin Wauldron, e o Curso Complementar, na classe do professor Paulo Silva. Em 1998 ingressou na Academia Nacional Superior de Orquestra (ANSO), na classe de trompete do professor David Burt. Em 2003 terminou a Licenciatura em Instrumentista de Orquestra e foi admitido na Staatliche Hochschule für Musik Karlsruhe, tendo como principais professores duas referências do panorama musical, Reinhold Friedrich e Edward Tarr.

Concluiu em 2013 o Mestrado em Ensino de Música na Academia Nacional Superior de Orquestra / Universidade Lusíada. Frequentou masterclasses com Eric Aubier, Rod Franks, Philip Smith, Hakan Hardenberger, Allen Vizzutti, Pierre Thibaud, Michael Sachs, Mathias Hoffs e Reinhold Friedrich.

Participou no 1.º Concurso Nacional de Trompete de Castelo de Paiva, onde obteve o 3.º Prémio da Classe A (nível superior), e foi laureado em 1998 na categoria superior do Prémio Jovens Músicos. Foi, durante a temporada de 2013, solista B convidado da Orquestra do Algarve. É solista do projeto Lisbon Film Orquestra e cooperou, desde a temporada de 2011, com a Orquestra de Câmara de Cascais e Oeiras. Como músico convidado, colabora regularmente com algumas das principais orquestras portuguesas, tais como a Orquestra Gulbenkian, a Orquestra Metropolitana de Lisboa, a Orquestra Sinfónica Portuguesa e a Orquestra Clássica do Sul, tendo trabalhado com diversos maestros de prestígio internacional. É membro fundador do grupo de música contemporânea Lisbon Ensemble XX/XXI. Ainda neste âmbito, colabora regularmente com outras formações, tais como a OrchestrUtopica, o Ensemble MPMP e o GMCL (Grupo de Música Contemporânea de Lisboa).

É membro fundador do Quinteto de Trompetes Almost6, com o qual desenvolve uma atividade regular desde 2007, tendo-se apresentado a solo com a banda da GNR e gravado o CD “Sopros em Laboratório”. Ainda com o Almost6, apresentou-se no programa da Rádio Televisão Portuguesa “Sons da Música” e organiza desde 2012 o evento bianual “Festival Internacional de Trompetes Almost6”. Apresentou-se com diversas formações de câmara e ensembles em Portugal, Espanha, França e Alemanha.

Na sua atividade docente, destacam-se vários Workshops e Masterclasses orientados em Portugal. Atualmente, leciona a classe de trompete na Escola Profissional Metropolitana e na Escola de Música do Conservatório Nacional.