Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização de acordo com a nossa Política de cookies.

concordo

Joana Cipriano

Viola

Joana Cipriano iniciou os estudos musicais no Conservatório Regional de Castelo Branco na Classe do professor António Ramos, com quem concluiu o Curso de Instrumento em 2004, na Escola Profissional de Artes da Beira Interior. Completou a Licenciatura em Violino na Escola Superior de Música de Lisboa, na Classe do professor António Anjos, e na Classe de Música de Câmara das professoras Irene Lima e Olga Prats, tendo concluído em 2013 os mestrados em Performance e Pedagogia na Escola Superior de Música de Lisboa, na Classe dos professores António Anjos e Alexandra Mendes. Durante esse período, estudou ainda na Lithuanian Academy of Music and Theatre na Classe do professor Martynas Svegzda von Bekker, através do Programa Erasmus.

Durante o seu percurso foi laureada em diversos concursos, sendo de destacar uma Menção Honrosa no Concurso de Arcos Júlio Cardona e o 1.º (2007) e 2.º (2006) Lugares no Prémio Jovens Músicos, Categoria Música de Câmara / Nível Superior. Enriqueceu a sua formação frequentando masterclasses com reputados professores e intérpretes internacionais, tais como Serguei Arantounian, Gerardo Ribeiro, Angel Sanpedro, Jan Talich, Rainer Schimdt, Itamar Golan, Quarteto Artis, Quarteto Borodin e Quarteto Talich. Realizou concertos em vários países, entre os quais, a Lituânia, Bélgica, Itália, Áustria, Espanha, França, Alemanha, Luxemburgo, Moçambique, África do Sul, Cabo Verde e Palestina. Apresentou-se em diversos festivais, nomeadamente o Festival Pablo Casals (Prades) e o Festival de l´Eté Mosan (Bruxelas).

Colaborou com variadas formações, tais como a Orquestra Gulbenkian, o Ensemble 20/21, a OrchestrUtopica, o Remix Ensemble e a Orquestra Sinfónica Portuguesa, entre outras. Paralelamente fez a sua formação em Viola d´Arco, trabalhando com os professores António Oliveira e Silva, Pedro Muñoz, Ana Bela Chaves e Pedro Meireles.

Joana Cipriano é violetista e membro fundador do quarteto ArtZen, com o qual obteve o 1.º Lugar no Prémio Jovens Músicos, e da Camerata Alma Mater dirigida pelo maestro Pedro Neves. Ocupa desde 2017 o lugar de Chefe de Naipe na Orquestra Metropolitana de Lisboa, formação que integra desde 2015.

Desenvolve a sua atividade pedagógica na Escola de Música do Conservatório Nacional e na Escola Profissional Metropolitana.