Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização de acordo com a nossa Política de cookies.

concordo

João Queiroz

Pintor

João Queiroz (Lisboa, 1957) vive e trabalha em Lisboa.

Expondo individualmente desde 1986, uma selecção das suas exposições individuais inclui Pintura, Galeria Vera Cortês (Lisboa, 2017); Encáusticas, Appleton Square (Lisboa, 2015); Stanca Luce, Fundação Carmona e Costa (Lisboa, 2015); ahnungslos, Círculo de Artes Plásticas de Coimbra (2014);  A noiva Dourada, Vera Cortês Art Agency (Lisboa, 2013); Afinal era uma borboleta (Pavilhão Branco, Museu da Cidade, Lisboa, 2012), A curva do rio (Uma certa falta de coerência, Porto, 2011), Silvæ (Culturgest, Lisboa, 2010), Galeria Quadrado Azul (Porto, 2009), Obras sobre papel (Centro Cultural Vila Flor, Guimarães, 2009), Chiado 8 Arte Contemporânea (Lisboa, 2007), Centro de Arte Moderna (Fundação Calouste Gulbenkian, Lisboa, 2006), Artadentro (Faro, 2004), Le besoin du noble (modo menor, silvæ) (Lisboa 20 Arte Contemporânea, 2003), Liber Studiorum (Sala Jorge Vieira, Lisboa, 2001), Articulação e Pele, Porta 33 (Funchal, 2000) e O ecrã no peito, Atelier-Museu Municipal António Duarte (Caldas da Rainha, 1999)

João Queiroz foi o vencedor do Prémio AICA 2011 e do prémio EDP de desenho em 2000.