Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização de acordo com a nossa Política de cookies.

concordo

Ricardo Ferreira

Violoncelo

Nasceu em Guimarães e iniciou os seus estudos musicais em 2002 na Artave, na classe de Violoncelo da Professora Pétia Samardjieva, terminando em 2008 com a classificação de 18 valores.

Participou em Masterclasses com os professores Clélia Vital, Jed Brahal, Paulo Gaio Lima, Márcio Carneiro, Anatoli Krastev, Peter Wispelwey, António Meneses e Xavier Phillips. Em música de câmara trabalhou com os professores António Ferreira, António Soares, Raquel Costa, Pétia Smardjieva, Paulo Pacheco, Pedro Neves e Diana Tzonkova.

Colaborou com a Orchestra Sinfonica Internazionale Giovanile “Fedele Fenaroli”, Orquestra Metropolitana de Lisboa, Orquestra do Algarve, Orquestra da Madeira, Orquestra de Câmara de Braga, Orquestra Académica Metropolitana, Orquestra Aproarte, entre outras. Teve oportunidade de trabalhar com maestros como Joana Carneiro, Pedro Amaral, Francesco de La Vecchia, Roberto Perez, Sérgio Ferreira, Luís Machado, Ernst Schelle, Jean–Marc Burfin, Michael Zilm, Nir Cabaretti, Cesário Costa, Scott Sandmeier, Lior Shambadal, Florin Totan, John Avery, entre outros, tendo trabalhado com solistas como, Viktoria Mullova, Josep Carreras, Guy Braunstein, Natalie Clein, António Rosado, Pedro Burmester, So-Young Yoon, Boris Belkin, Kyoko Yonemoto, Alexandre da Costa, Ruben Simeo, Joel Bello Soares, Gilad Karni, Thomas Mozer, Katarina Karnéus, Javier Perines, Carla Caramujo, Raquel Luís, entre outros.

Foi o 1.º Violoncelo da Orquestra Artave e Aproarte e participa regularmente no ciclo de concertos “Jovens Músicos de Guimarães”. Em Setembro de 2011, através de audição, foi selecionado para integrar a Fundação Orquestra Estúdio – Orquestra da Capital Europeia da Cultura (Guimarães 2012).

Paralelamente à música clássica, participou em projectos com os cantores africanos Paulo Flores, Tito Paris, Dino d’Santiago e Vaiss (Osvaldo Dias). Gravou CD e DVD com a Fundação Orquestra Estúdio, Paulo Flores e Dino d’Santiago.

Em 2013 terminou, na Academia Nacional Superior de Orquestra, a licenciatura de Violoncelo na classe do professor Paulo Gaio Lima. A partir de então leciona violoncelo no Conservatório de Música da Metropolitana, Escola de Música Luís António Maldonado Rodrigues e no Agrupamento de Escolas Professor Agostinho da Silva (Projeto Sic Esperança).

Em 2014 começou a lecionar no Conservatório D. Dinis e entrou no projeto da Orquestra Geração da Escola de Gil Vicente, onde leciona. Em 2015 foi admitido ao Mestrado em Ensino da Música pela Escola Superior de Música de Lisboa.