Calendário Geral

Compositores Exilados - Korngold, Lopes-Graça

facebook Instagram Youtube

Programação e Bilheteira

Calendário Geral


Compositores Exilados - Korngold, Lopes-Graça


>Anterior
2018 jun jul ago set out nov dez 2019 jan fev mar
Seguinte
03

FUNDAÇÃO ARPAD SZENES - VIEIRA DA SILVA


Compositores Exilados - Korngold, Lopes-Graça

Em tempos de repressão social e política, não espanta que os artistas mais perseguidos demonstrem maior ousadia na exploração de novas soluções criativas. Para lá da rebeldia romântica, os valores e as convicções cívicas desaguam numa expressão criativa despojada, por vezes sombria, em virtude da recusa de efeitos ornamentais considerados supérfluos. Este programa junta dois compositores que são disso exemplo, Korngold e Lopes-Graça. Os percursos criativos de ambos são indissociáveis das adversidades que enfrentaram. O judeu Korngold foi um músico precoce que conquistou espaço em Viena, sobretudo no género da opereta. Porém, quando os Nazis tomaram o poder viu a sua liberdade progressivamente reduzida, e a vida ameaçada. O Quarteto de Cordas No. 2 foi a última obra que publicou antes de se fixar em Hollywood, onde veio a ser um dos pioneiros da música para cinema. Em quatro andamentos, vislumbra-se o humor e a exuberância da sua personalidade, mas envolta numa atmosfera de nostalgia e mistério. Não sendo adepto das técnicas modernistas de Schönberg, mergulha num ultrarromantismo herdeiro de Mahler, em certos momentos de pendor expressionista. Três décadas mais tarde, o português Lopes-Graça compôs o seu Quarteto de Cordas N.º 1, numa altura em que o regime fascista o proibia de ensinar ou ouvir a sua música tocada pelas orquestras nacionais. Datada de 1964, esta obra só foi estreada em 1970, em Madrid. Nela sobressaem ritmos obstinadamente repetidos, motivos melódicos curtos com intervalos incisivos, acentuações bruscas e irregulares, cromatismos insistentes sobre sonoridades modais, ostensivas dissonâncias e uma escrita eminentemente polifónica que distingue cada uma das vozes. Em muitos aspetos, reconhece-se a influência de Bartók. Afinal, foi Lopes-Graça que em maio de 1948 programou a integral dos quartetos de cordas do músico húngaro no âmbito da sociedade de concertos Sonata. Também lhe dedicou a série de oito suítes para piano In memoriam Béla Bartók.

 

 

Compositores Exilados - Korngold, Lopes-Graça

 

Solistas da Metropolitana

 

Sábado, 3 de março, 16h00, Fundação Arpad Szenes - Vieira da Silva, Lisboa 

 

E. W. Korngold Quarteto de Cordas N.º 2, Op. 26

F. Lopes-Graça Quarteto de Cordas N.º 1, LG 84

 

David AscensãoJoana Dias violinosJoana Tavares violaCatarina Gonçalves violoncelo