Temporada Barroca

Bach, Mishima e Philip Glass

facebook Instagram Youtube

Programação e Bilheteira

Temporada Barroca


Bach, Mishima e Philip Glass


>Anterior
2019 set out nov dez 2020 jan fev mar abr mai jun
Seguinte
07

MUSEU NACIONAL DE ARTE ANTIGA

Ticketline Comprar Bilhete

Bach, Mishima e Philip Glass

O minimalismo musical nasceu nos E.U.A., em meados do século passado. Partiu de influências tão diversas como as tendências mais experimentalistas da época, o Jazz, as artes performativas, e até o repertório do século XVIII. O presente programa destaca esta última relação colocando lado a lado Philip Glass, um dos compositores que mais contribuíram para a consolidação do género, e Johann Sebastian Bach, expoente máximo da música barroca. No Concerto para Cravo que compôs em 2002, Glass dialoga com esse passado através do revivalismo deste instrumento, recorrendo a texturas rendilhadas e contrapontísticas, mas com roupagem inequivocamente moderna. Contrapõe-se aqui o Concerto para Cravo N.º 3 de Bach, uma obra que permite vislumbrar as competências do grande músico, também na condição de intérprete. A relevo artístico de Glass estende-se igualmente às bandas sonoras cinematográficas, entre as quais de Mishima: A Life in Four Chapters, filme realizado em 1985 por Paul Schrader, uma projeção biográfica da controversa figura do escritor japonês Yukio Mishima. Revisitamos ainda o segundo dos seis concertos que o Marquês de Brandeburgo recebeu em 1721, mas que só seriam redescobertos cem anos mais tarde.

 

 

Bach, Mishima e Philip Glass

 

Orquestra Metropolitana de Lisboa

 

 

Sábado, 7 de dezembro, 21h00, Museu Nacional de Arte Antiga

 

J. S. Bach Concerto Brandeburguês N.º 2, BWV 1047

Philip Glass Concerto para Cravo

Philip Glass Runaway Horses, música do filme Mishima: A Life in Four Chapters

J. S. Bach Concerto para Cravo N.º 3, BWV 1054

 

Marcos Magalhães cravo e direção musical