Calendário Geral

Sons Pela Cidade

facebook Instagram Youtube

Programação e Bilheteira

Calendário Geral


Sons Pela Cidade


>Anterior
2019 ago set out nov dez 2020 jan fev mar abr mai
Seguinte
17

AUDITÓRIO DA BIBLIOTECA ORLANDO RIBEIRO


Sons Pela Cidade

Aos vinte anos de idade, em 1790, Ludwig van Beethoven cruzou-se pela primeira vez com Joseph Haydn. O encontro aconteceu durante uma breve paragem deste último em Bona, cidade de onde também era natural o empresário que lhe abriu as portas de Londres, nos anos seguintes. Em virtude da morte do príncipe Nicolau, e já próximo de atingir a condição de sexagenário, o mestre que servira exclusivamente a corte dos Esterházy durante praticamente três décadas experimentava novo alento diante das oportunidades que se lhe ofereciam para projetar o seu trabalho numa escala internacional. Para trás, ficavam largas dezenas de sinfonias, concertos, óperas, música sacra e uma lista inesgotável de música de câmara, na qual se destacam os célebres quartetos de cordas. Já no que respeita aos trios de cordas, muitos estavam escritos para baryton, viola e violoncelo, outros para dois violinos e violoncelo e, curiosamente, um único para violino, viola e violoncelo – precisamente este, o Hob.V:8, datado de meados da década de 1760.

Os dois compositores voltariam a encontrar-se dois anos mais tarde, já em Viena, após a bem-sucedida digressão de Haydn a Inglaterra. Beethoven ainda chegou a receber algumas lições suas, mas a relutância própria da personalidade irreverente do aluno, aliada aos numerosos compromissos do professor, não conduziu aos melhores resultados. Não se estranha, por isso, que o Trio Op. 3 que o jovem músico compôs por essa altura denote, afinal, influências do Divertimento KV 563 de Mozart, escrito para os mesmos instrumentos, na mesma tonalidade e com igual número de andamentos. Apesar de aqui se tratar de um exercício que respeita um modelo pré-existente, a variedade de soluções rítmicas encontradas e a paleta sonora que consegue obter a partir da combinação dos três instrumentos distinguem o autor desde os primeiros compassos.

 

 

Haydn e Beethoven em Trio 

Solistas da Metropolitana

 

Domingo, 17 de fevereiro, 16h00, Auditório da Biblioteca Orlando Ribeiro 

 

J. Haydn Trio de Cordas, Hob.V:8

L. v. Beethoven Trio de Cordas, Op. 3

 

José Teixeira violinoJoana Cipriano violaAna Cláudia Serrão violoncelo