Calendário Geral

Três Mundos

facebook Instagram Youtube

Programação e Bilheteira

Calendário Geral


Três Mundos


>Anterior
2018 dez 2019 jan fev mar abr mai jun jul ago set
Seguinte
21

CINETEATRO CURVO SEMEDO - MONTEMOR-O-NOVO


Três Mundos

A OML regressa ao Cine-Teatro Curvo Semedo em mais um início de temporada, desta vez com música de Dvořák, Bartók e Pinho Vargas. Nas biografias dos compositores checo e húngaro coincide a circunstância de ambos se terem fixado em Nova Iorque em fim de carreira, com reputações já bem firmadas. Fizeram-no, porém, por razões diversas, e com resultados distintos. Dvořák tinha à sua espera um cargo de prestígio e as expectativas de revelar a identidade musical do Novo Mundo. No ano anterior à viagem, em 1891, tinha composto três poemas sinfónicos a que chamou Aberturas. A primeira, «No Reino da Natureza», foi aquela que ficou mais conhecida. Por sua vez, o compositor húngaro exilou-se ali no início de 1940, em virtude da Grande Guerra. Problemas de saúde, e um público menos recetivo, dificultaram esses últimos anos de vida. O Concerto para Orquestra não deixa, ainda assim, de ser uma das obras mais notáveis do repertório do século XX. Mais recentemente, em 2015, Pinho Vargas compôs um Concerto para Violino dedicado à memória de Gareguin Aroutiounian. São quatro andamentos tocados sem interrupção. O último resume o sentido da dedicatória e a lição de vida do violinista arménio que viveu em Portugal desde finais da década de 1980.

 

 

Três Mundos

 

Orquestra Metropolitana de Lisboa

 

 

Sexta-feira, 21 de setembro, 21h30, Cineteatro Curvo Semedo, Montemor-o-Novo

 

A. Dvořák No Reino da Natureza, Op. 91

A. Pinho Vargas Concerto para Violino e Orquestra

B. Bartók Concerto para Orquestra, BB 123

 

André Gaio Pereira violino (Prémio Maestro Silva Pereira - Jovem Músico do Ano 2017)

Pedro Amaral maestro