Calendário Geral

Sons pela Cidade | Percussões da Metropolitana

facebook Instagram Youtube

Programação e Bilheteira

Calendário Geral


Sons pela Cidade | Percussões da Metropolitana


>Anterior
2018 set out nov dez 2019 jan fev mar abr mai jun
Seguinte
07

AUDITÓRIO DO SFUCO


Sons pela Cidade | Percussões da Metropolitana

No que respeita à Música, uma das principais «dádivas» do século XX foi a possibilidade de contemplarmos a qualidade expressiva dos sons, independentemente de serem, ou não, produzidos por instrumentos convencionais. De rompante, escancararam-se as portas de universos tímbricos tão fascinantes como a eletrónica e as percussões. Assim, podemos hoje ouvir uma orquestra exclusivamente composta por instrumentos de percussão interpretar A Sagração da Primavera, a música que Stravinsky escreveu para o bailado que recria o sacrifício divino de uma jovem num ritual primitivo em favor de boas colheitas. Nesta transcrição de Miguel Sobral Curado sobressaem a repetição obstinada de acordes maciços, a imprevisibilidade rítmica e uma intensidade física e emocional que recria fielmente o original de 1913. De igual modo, também o Concerto para Beleza e Vibrafone, de Jorge Salgueiro, deriva aqui numa transcrição para orquestra de percussão, desta feita assinada pelo próprio compositor (a primeira versão, de 2015, destinava-se a vibrafone solista com orquestra de cordas e metais). A parte eletrónica soletra a palavra «Beleza» em várias línguas, estabelecendo um diálogo estreito com uma partitura de pendor minimalista.

 

 

Percussões da Metropolitana

 

Sábado, 7 de abril, 16h00, Auditório do SFUCO (Sons pela Cidade)

 

 

Jorge Salgueiro Concerto para Beleza e Vibrafone

(versão para orquestra de percussão)

Igor Stravinsky A Sagração da Primavera 

(transcrição para orquestra de percussão de Miguel Sobral Curado)

 

Solista Marco Fernandes

Orquestra de Percussão Andreu Rico, Eduardo Machado, Fernando Llopis, Gonçalo Martins, Gonçalo Reis, João Calado, João Brito, Madalena Rato, Marcelo Ricardo, Marco Fernandes, Paulo Amendoeira, Ricardo Mendes e Rodrigo Azevedo

Maestro Reinaldo Guerreiro